16 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
15/02/20 às 17h39 - Atualizado em 16/02/20 às 15h45

Mobilização contra dengue: prevenção é a melhor solução

COMPARTILHAR

“Vamos combater esse mosquito, porque ele é violento”. Foi com essa frase que o aposentado Francisco Alves da Silva recebeu a equipe de vigilância ambiental, na manhã deste sábado (15), durante mais uma força-tarefa da Sala Distrital de Combate à Dengue, no Riacho Fundo I. A casa dele foi uma das 8.500 residências previstas para serem visitadas na ação, que ainda passou por Fercal, Sobradinho II, Vila Planalto e Arapoanga. Ao todo, 250 bombeiros e 130 agentes participaram.
 
Segundo o subsecretário de Vigilância à Saúde do DF, Divino Valero, o objetivo da mobilização é fazer o trabalho de educação em saúde e identificação de focos do mosquito. “Esse trabalho é essencial para a redução do número de casos nessas regiões, pois orienta a população sobre as doenças transmitidas pelo inseto e como prevenir o seu aparecimento”, afirmou.
 
Seu Francisco aprendeu direitinho. Na casa dele, nenhum foco foi encontrado e, para prevenir, o larvicida foi jogado em um ralo no poço de ventilação, por ser um local onde pode acumular água com mais facilidade. “Eu também cuido da calha. Estou velho, mas ainda consigo subir lá para limpar”, brincou o senhor.
 
INFORMAÇÃO – Além das visitas aos imóveis e comércio, a ação deste sábado contou com uma tenda com informações sobre a dengue. Uma mesa expositiva com pneus, jarros de flores e até uma lupa para enxergar os mosquitos em tamanho maior estavam sobre uma mesa para os visitantes aprenderem mais sobre o assunto.
 
A tenda foi montada dentro de uma ação maior, proposta pelo Governo do Distrito Federal, com vários serviços ao cidadão. Inclusive, um dos postos de vacinação do Dia D contra o sarampo estava aberto no local.
 
“Durante essa manhã, a maioria do público tem sido de adolescentes, o que é um grande ganho para a saúde pública, pois além do sarampo, estamos aplicando a de meningite e de HPV, que é bem para essa faixa etária”, conta a técnica de enfermagem da UBS 1 do Riacho Fundo, Cristiany Rodrigues. 

 

 

 

Texto: Alline Martins, da Agência Saúde

Fotos: Geovana Albuquerque/Saúde DF

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros